Blogia
COMUNICAÇÃO E PATRIMÓNIO MUNDIAL - Blogue de Apoio à Tese de Doutoramento

Geoparque meridional aprovado pela Unesco

Geoparque meridional aprovado pela Unesco

A UNESCO aprovou a candidatura do “Geoparque Naturtejo da Meseta Meridional”, com vista ao aproveitamento turístico e científico do património geológico que se encontra no seu território. Os responsáveis locais esperam agora cada vez mais turistas.

O presidente da Naturtejo, empresa intermunicipal de promoção turística da Beira Baixa e Alto Alentejo, convidou todas as entidades públicas e privadas a “tirarem partido” da criação do primeiro geoparque em Portugal.
“Conquistámos uma marca de relevo internacional da qual todos devemos tirar partido para atrair mais turistas. Para isso contamos com todos os agentes económicos e câmaras municipais, entre outras entidades”, disse Armindo Jacinto à Agência Lusa.
A empresa intermunicipal anunciou sexta-feira que a UNESCO aprovou a candidatura do “Geoparque Naturtejo da Meseta Meridional”, com vista ao aproveitam ento turístico e científico do património geológico que se encontra no seu território. “Vamos ganhar mais visibilidade internacional”, realçou Armindo Jacinto , sublinhando que o território proposto passa a fazer parte da Rede Global de Turismo de Natureza, da UNESCO.
Além da mais-valia nas acções de promoção turística da região Centro e de Portugal, o “Geoparque Naturtejo da Meseta Meridional” passa a ser divulgado junto dos visitantes de toda a rede internacional de geoparques.
Em todo o mundo existem 37 zonas com esta classificação, 25 das quais na Europa.
A UNESCO - Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura, é a entidade responsável pela classificação de geoparques e define-os como um território com sítios geológicos de relevo pela importância científica, raridade e beleza. É entendido como um “espaço representativo de uma região e da sua história geológica, eventos e processos” e poderá possuir, não só significado geológico, mas também “relevância ao nível da ecologia, arqueologia, história e cultura”, como é o caso do geoparque da Naturtejo.
Dezasseis geomonumentos
O “Geoparque Naturtejo da Meseta Meridional” inclui 16 geomonumentos, quatro dos quais estão no concelho de Idanha-a-Nova: o Parque Icnológico de Penha Garcia, as rotas das Minas de Segura, as formações graníticas de Monsanto e os canhões fluviais do Rio Erges.
No concelho de Oleiros encontram-se outros três monumentos naturais: a zona envolvente ao Rio Zêzere, a cascata das Fragas da Água d’Alta e a garganta de Malhada Velha.
As formações graníticas de Castelo Velho e o complexo mineiro de Monforte da Beira são os locais que fazem parte do concelho de Castelo Branco.
O geoparque inclui ainda o tronco fóssil de Perais, no concelho de Vila Velha de Ródão, e o miradouro geomorfólico das Corgas, no município de Proença-a-Nova.

 

Fonte: O Primeiro de Janeiro. Extraído a 26 de Setembro de 2006 do sítio: http://www.oprimeirodejaneiro.pt/?op=artigo&sec=e4da3b7fbbce2345d7772b0674a318d5&subsec=&id=23c833178507a15c81156b62b190551a


¿Y esta publicidad? Puedes eliminarla si quieres.
¿Y esta publicidad? Puedes eliminarla si quieres

1 comentario

¿Y esta publicidad? Puedes eliminarla si quieres