Blogia
COMUNICAÇÃO E PATRIMÓNIO MUNDIAL - Blogue de Apoio à Tese de Doutoramento

Comunicação entre instituições públicas e privadas acerca do Património

Exemplo de Parcerias entre organismos e Marcas Empresariais na Divulgação do Património

TOFA apoia Candidatura do Fado a Património da Humanidade

 

A TOFA, em parceria com a EGEAC e o MUSEU DO FADO, lança no próximo dia 15 de Novembro, às 19h00, no Museu do Fado, em Alfama, a segunda edição de pacotes de açúcar alusivos ao Fado.
Como marca de café intimamente ligada a Lisboa, à sua identidade cultural e ao Fado, TOFA homenageia pelo segundo ano consecutivo esta canção popular, candidata a Património Cultural Imaterial da Humanidade, através de um veículo simples – o pacote de açúcar. O pacote de açúcar está presente em milhares de actos de consumo no dia-a-dia dos portugueses e como tal constitui um meio de comunicação privilegiado com milhares de Portugueses.
A segunda edição de pacotes de açúcar é composta de 12 unidades com imagens do vasto acervo Museológico do Museu do Fado da qual constam partituras antigas, discos de vinil, cartazes de teatro e capas de discos.
O evento de lançamento desta nova colecção contará entre outros, com a presença dos fadistas Ana Sofia Varela e Hélder Moutinho que irão cantar durante o evento. A apresentação desta edição será feita pelo responsável de negócio de Cafés Torrados da Nestlé Portugal, Dr. Victor Manuel Martins, e pela directora do Museu do Fado, Dra. Sara Pereira.
Com esta iniciativa, TOFA pretende reforçar o seu contributo na divulgação do FADO como canção de Lisboa e difundir o rico espólio da colecção deste museu.
Extraído em 23 de Novembro de 2011 dehttp://lisboameninaemoca.blogs.sapo.pt/167795.html

 


¿Y esta publicidad? Puedes eliminarla si quieres.

PROGRAMA DO XI CONGRESSO DA ORGANIZAÇÃO DAS CIDADES PATRIMÓNIO MUNDIAL - a decorrer em Sintra, de 22 a 25 de Novembro de 2011

PROGRAMASábado e
Domingo
Segunda
21 Nov
Terça
22 Nov
Quarta
23 Nov
Quinta
24 Nov
Sexta
25 Nov
Sábado e
Domingo
Manhã
Almoço     
Tarde  

Exemplo de Parceria entre Instituições Nacionais e Supra-Nacionais para Preservação e Divulgação do Património Mundial

Exemplo de Parceria entre Instituições Nacionais e Supra-Nacionais para Preservação e Divulgação do Património Mundial

Turismo de Portugal e UNESCO cooperam na gestão do turismo no Património Mundial

Em junho de 2011, o Turismo de Portugal e a UNESCO (através do Centro do Património Mundial) assinaram um contrato com vista ao desenvolvimento de um projeto de cooperação que tem como objetivo a gestão do turismo em sítios do Património Mundial de origem portuguesa.

O Património Mundial português, e de origem ou influência cultural portuguesa, constitui um dos maiores itinerários temáticos classificados pela UNESCO: distribuído por quatro continentes, compreende 13 sítios classificados em Portugal e outros 25 sítios, distribuídos por 18 países, que atestam a diáspora de Portugal no mundo.

O Património Mundial, natural e cultural, enquanto destino turístico é frequentemente confrontado com um turismo descontrolado e com infraestruturas inadequadas. Assim, e para que esta situação não se perpetue, o principal objetivo deste projeto é o planeamento e a gestão do turismo de forma sustentável, conjugando a preservação do património com os potenciais benefícios económicos a longo prazo.

Este projeto, que decorre até setembro de 2012, envolve os representantes/gestores dos sítios classificados em todo o mundo, incluindo Portugal, Brasil, Índia e Moçambique, que participarão em workshops e na conferência final prevista para setembro de 2012. Os workshops serão complementados com experiências concretas e com casos de estudo dos sítios Património Mundial.

 

O PATRIMÓNIO MUNDIAL EM CAMPANHAS DE PUBLICIDADE: O APOIO DAS GRANDES MARCAS INTERNACIONAIS NA PRESERVAÇÃO E DIVULGAÇÃO DO PATRIMÓNIO EDIFICADO

Monumento abre caminhos desconhecidos aos visitantes

Alhambra dá a conhecer áreas até aqui

fechadas ao público

O conhecido monumento espanhol Alhambra, em Granada, vai permitir que os turistas conheçam áreas, até aqui inacessíveis, e que os acessos sejam melhorados, de forma a preservar o espaço, que todos os anos é visitado por milhões de pessoas.

O Alhambra, que marca o apogeu da arquitectura árabe, sendo uma das residências palacianas mais bem conservadas do mundo muçulmano, é património mundial da Unesco desde 1984 e um dos monumentos mais procurados em Espanha. Todos os dias, centenas de turistas procuram visitar o palácio e os seus jardins. Para fazer face à grande procura, o Patronato de Alhambra, anunciou, segundo o “The Art Newspaper”, algumas mudanças no funcionamento do espaço. Vão ser criados novos itinerários turísticos dentro do complexo, que vão não só diminuir a circulação das pessoas entre os espaços do monumento, que andarão mais organizados, como garantirão o acesso a áreas até agora fechadas ao público.

Os visitantes serão ainda acompanhados por um aparelho electrónico que será uma espécie de guia turístico do monumento, fornecendo informações sobre o edifício e dando acesso virtual, através de imagens e vídeos, a áreas que têm que continuar fechadas, devido às preocupações com a conservação.
Este projecto só é possível porque a American Express e o Fundo de Monumentos Mundial (World Monuments Fund) se juntaram ao Patronato de Alhambra, criando um programa de apoio à incitativa. A American Express ofereceu 200 mil dólares (cerca de 139 mil euros), enquanto o Fundo de Monumentos Mundial contribuiu com 300 mil dólares (208 mil euros), que terão como destino o restauro do Oratório del Partal, uma capela no Alhambra do século XIV, e que tem estado fechada ao público.

“Muitos dos maiores monumentos turísticos do mundo lutam contra a pressão turística, há muita gente a querer visitá-los”, disse Bonnie Burnham, presidente do Fundo, num comunicado. “Uma das estratégias para oferecer uma experiência de qualidade ao visitante e preservar o monumento é desenvolver destinos alternativos, coisas que as pessoas podem visitar e que complementam a sua experiencia.”

O Alhambra esteve no centro das atenções da imprensa espanhola durante o dia de ontem, depois de ter surgido uma notícia no “El Mundo”, citando a publicação online “Nador City”, em que o governo marroquino exigia metade do valor de todas as entradas no monumento espanhol. Informação já desmentida pelo ministro da Cultura marroquino, Bensalem Himmich.

 

Carvalho, Cláudia (2011, Agosto, 11). O Público. Alhambra dá a Conhecer Áreas até aqui Fechadas ao Público. Estraído a 11 de Agosto de 2011 do sítio do jornal O Público: http://www.publico.pt/Cultura/alhambra-da-a-conhecer-areas-ate-aqui-fechadas-ao-publico_1507211

¿Y esta publicidad? Puedes eliminarla si quieres.

Parcerias de Agentes Públicos e Privados para a Promoção do Património

PRESS RELEASE

 

A cidade do Porto festeja amanhã, dia 28 de Março, o Dia Nacional dos Centros Históricos. Numa iniciativa da Câmara Municipal do Porto, através da Divisão Municipal de Património Cultural, Gabinete de Turismo e Empresa Municipal PortoLazer, a Invicta associa-se às comemorações do dia que celebra o histórico património arquitectónico de várias cidades portuguesas.

Subidas de balão, música, cinema e cruzeiros no Rio Douro são algumas das inúmeras iniciativas marcadas para amanhã, às quis se associam ainda vários monumentos classificados, estabelecimentos de restauração localizados no centro histórico e lojas que oferecem bons descontos ou, no caso dos restaurantes, petiscos a 1 euro.

A participação nas actividades carece de inscrição prévia e levantamento do voucher no Posto de Turismo da Câmara Municipal do Porto - Centro (Rua Clube dos Fenianos, nº 25), com excepção para o Balão, o cinema, a gastronomia e a música.

Programa:

BALÃO

Subida vertical em balão de ar quente

Av. dos Aliados, 19h00

CINEMA

"Porto da minha infância" de Manoel de Oliveira, às 22h00, na Praça da Ribeira

"Jaime", de António Pedro Vasconcelos, às 22h00, no Cais da Estiva

CRUZEIRO

Circuito das 6 pontes

Local de embarque: Douro Azul - Cais de Gaia , junto às Caves Sandeman

17h00

Cruzeiro no Douro: Via Douro : 50% desconto - Praça da Ribeira

MÚSICA

Concerto de música na Praça da Ribeira – Banda Musical Miragaia

00h00

VISITAS GUIADAS PEDESTRES AO CENTRO HISTÓRICO

Visitas guiadas pedestres

Partida: Posto de Turismo do Centro

Duração: 3h

1ª visita: 10h00 – 13h00

2ª visita: 15h00 – 18h00

Itinerário: Posto de Turismo – Praça Filipa de Lencastre – Rua Cândido dos Reis – Livraria Lello – Praça dos Leões – Torre dos Clérigos – Miradouro da Rua de S. Bento da Vitória – Rua das Flores – Estação de S. Bento – Sé Catedral – Ribeira

Nº máximo de participantes por visita: 20

CIRCUITOS EM MINI-TREM

Saídas: 10h00; 11h00; 12h00; 15h00; 16h00

Local de partida: Terreiro da Sé

Percurso: Sé Catedral/Ponte do Infante/Caves/Ponte Luís I/Infante/Massarelos/Clérigos/Sé Catedral

Duração do percurso: 1h50

VISITAS GUIADAS AOS MONUMENTOS CLASSIFICADOS ADERENTES

Arqueossítio da Rua D. Hugo, 5

Visitas guiadas em português - 10h30; 11h30

Visitas guiadas em português e inglês -14h30; 15h30; 16h30

Nº máximo de elementos por visita: 15

Ruínas arqueológicas datadas entre o séc. V ac.e a actualidade, que documentam as origens e o crescimento da cidade.

Casa do Infante

Visitas guiadas em português e inglês

10h30; 14h30

Nº máximo de elementos: 25

Nº mínimo de elementos: 5

Duração da visita: 1 h

Circuito Museológico de S. Francisco

Visitas guiadas em português e inglês : 14h30; 15h30

Nº máximo de elementos: 30

Duração da visita: 30'

Palácio da Bolsa

Visitas guiadas em português, inglês, espanhol e francês; 09h00-12h30 / 14h00 – 17h30

Nº máximo de elementos: 50

Duração: 30'

Teatro Nacional S. João

Visita guiada aos Bastidores do Teatro em português e inglês; 15h00

Nº máximo de elementos: 20

VISITAS LIVRES GRATUITAS

Igreja e Torre dos Clérigos; 10h00-12h00 / 14h00-17h00

Igreja e Claustros da Sé; 10h00-12h15 / 14h30 – 17h15

Arqueossítio da Rua D. Hugo, 5; 10h-12h / 14h – 17h

GASTRONOMIA

Petiscos a um euro nos estabelecimentos do Centro Histórico

Aderentes:

O Cais: Bola de Carne ou Pizza caseira - Rua Fonte Taurina

Meeting: Caipirinha - R. Fonte Taurina

Esta-se-bem: Chouriça assada - R. Fonte Taurina

Vinhos da Quinta: Porto-tónico - R. Fonte Taurina

La Sahara: Um chã marroquino - Cais da Estiva

Uma Velha Tinha um Gato: Morcela grelhada - Praça da Ribeira

Pipas Bar: Pica pau - Praça da Ribeira

Arcos da Ribeira: Criolo - Rua dos Canastreiros

Hasta Pública: Bifanas - Cais da Ribeira

Presuntisco: Um Porto - Cais da Ribeira

Saloon: Rua da Lada

Bar o Duque: Bebida surpresa - Rua da Lada

O Meu Mercedes é Maior que o Teu: Uma mini - Rua da Lada

Cozza Rio: Mexilhões - Rua de S. Francisco

La Pausa - Cafetaria: Surpresa - R .Nova da Alfândega

Estabelecimentos com oferta, ao almoço e ao jantar:

Grémio dos Leitões: Aperitivo (Porto) -R. Mouzinho da Silveira

Restaurante Avó Maria: Aperitivo ou digestivo - Cais da Ribeira
Vinhas D'Alho: Aperitivo ou digestivo - Muro dos Bacalhoeiros

Lojas com descontos:

Icon Jeans: 10% desconto, Rua Mouzinho da Silveira
Kate-Street Wear & Skatesho: 10% desconto, Largo de S.Domingos
Favela Chic: 15% desconto, R.S.João
Coisa com História - Ribeira Store: 15% desconto, R.dos Mercadores
Ribeira@Internet Kiosk: 25% desconto em serviços, R.dos
Mercadores

Para mais informações: Posto de Turismo – Centro; www.portoturismo.pt Tel. +351 22 339 34 72

 

Exemplo de Comunicação Externa, Divulgação e Preservação do Património

Exemplo de Comunicação Externa, Divulgação e Preservação do Património

"Oportunidade última de transformação do espaço físico e de valorização do património intangível, a candidatura da Universidade de Coimbra a Património Mundial da UNESCO, sendo protagonizada pela Universidade, não poderá sobreviver sem a cooperação efectiva das instituições e dos cidadãos desta cidade."

Exposição Alta entre Vistas

"A candidatura da Universidade de Coimbra a Património Mundial da UNESCO é um processo que contemplou, já, diversas etapas. Teve o seu início em 2003, com a apresentação da candidatura à inclusão na Lista Indicativa de Bens susceptíveis de virem a ser integrados na lista de Património Mundial, elaborada pela Comissão Nacional da UNESCO. Arrancou, em termos formais, em 2004, quer com a inscrição da candidatura na Lista Indicativa, quer com a constituição, no seio da Universidade de Coimbra, do Gabinete de Candidatura à UNESCO, que tem vindo, progressivamente, a reforçar-se nas áreas científicas que se coadunam com os critérios de candidatura definidos pela Comissão Nacional da UNESCO.

Oportunidade última de transformação do espaço físico e de valorização do património intangível, a candidatura da Universidade de Coimbra a Património Mundial da UNESCO, sendo protagonizada pela Universidade, não poderá sobreviver sem a cooperação efectiva das instituições e dos cidadãos desta cidade.

Pretende a Reitoria da Universidade de Coimbra com esta exposição, Alta entre Vistas, dar a conhecer à comunidade universitária e ao público em geral algum do trabalho que tem sido desenvolvido na área candidata a Património Mundial (agora com o apoio e coordenação do citado Gabinete de Candidatura), e que tem tradução no conjunto de projectos aqui mostrados: eles integram um vasto programa que inclui a conservação, restauro e reabilitação de edifícios históricos e espaços públicos, bem como a criação de novas infra-estruturas.

São, pois, aqui apresentados nove dos projectos que estão em curso ou em estudo:

­- a requalificação do Páteo das Escolas e do edifício da Associação Académica de Coimbra (AAC), bem como a construção do parque de estacionamento no Largo D. Dinis e do novo Centro de Informação e Divulgação da Universidade de Coimbra (CIDUC), da autoria de Gonçalo Byrne;

- a nova Biblioteca da Faculdade de Direito, a instalar na antiga Casa dos Melos (actual Faculdade de Farmácia), concebida por Álvaro Siza Vieira;

- a requalificação do Laboratorio Chimico e do Teatro Paulo Quintela (na Faculdade de Letras), e a reconversão da Casa das Caldeiras, de João Mendes Ribeiro;

- a requalificação do Auditório da Reitoria - Espaços Envolventes, por Victor Mestre.

Através da apresentação de documentação gráfica, fotografias, maquetas e de um vídeo, o visitante terá uma aproximação a uma das faces da modernização da Universidade de Coimbra (e sua implantação no tecido urbano e no seio da comunidade) que passa pelo Gabinete de Candidatura à UNESCO. Complementarmente, decorrerão quatro sessões de apresentação dos projectos acima citados com a presença dos respectivos autores.
Organização Reitoria da Universidade de Coimbra
Gabinete de Candidatura à UNESCO
Local Galeria do Museu Antropológico da Universidade de Coimbra
Funcionamento 22 de Setembro a 9 de Novembro
Segunda a Sábado, das 11.00 h às 19.00 h
Sessões (sempre às 17h) 28 de Setembro – Arquitecto João Mendes Ribeiro
11 de Outubro – Arquitecto Gonçalo Byrne
26 de Outubro – Arquitecto Victor Mestre
09 de Novembro – Arquitecto Álvaro Siza Vieira"
Extraido do sítio da Universidade de Coimbra: http://www.uc.pt/eventos/alta_entre_vistas.html a 28 de Março de 2007

Bibliografia Essencial para o Estudo da Comunicação Institucional

-        Aguilera, C., Historia de la Comunicación y la Prensa, Ed. Atlas, Madrid, 1998.

-        Álvarez, T. y Caballero, M., Vendedores de imagen. Los retos de los nuevos gabinetes de comunicación, Paidós, Barcelona, 1997.

-        Costa, J., La comunicación en acción. Informe sobre la nueva cultura de la gestión, Ediciones Paidós, Barcelona, 1999.
-        De Fleur, M.L. y Ball-Rockeach, S.J., Teorías de la comunicación de masas, Ediciones Paidós, Barcelona, 1993, 2ª ed.
-        De Urzáiz y Fernández del Castillo, J., De las relaciones públicas a la comunicación social integral. Nueva estrategia comunicativa para las empresas e instituciones, Editorial San Martín, Madrid, 1997.
-        Flichy, P., Una Historia de la Comunciación Moderna. Espacio Público y vida privada, Ediciones Gustavo Gili, México, 1993.
-        Garmendia, J. A., Desarrollo de la organización y cultura de la empresa, Esic Editorial, Madrid, 1990.
-        IRCOM, Guía práctica de la comunicación, Ediciones Gestión 2000, Barcelona, 1994.
-        La Porte, J.M., Entusiasmar a la propia institución. Gestión y comunicación interna en las organizaciones sin ánimo de lucro, Eiunsa, Madrid, 2001.
-        La Publicidad, Colección Material Didáctico, Instituto Nacional de Consumo, Madrid, 1994.
-        Lucas Marín, A., La comunicación en la empresa y en las organizaciones, Bosch Comunicación, Barcelona, 1997.
-        Martín Martín, F., Comunicación empresarial e institucional, Editorial Universitas, Madrid, 1998.
-        McQuail, D. y Windahl, S., Modelos para el estudio de la comunicación colectiva, Eunsa, Navarra, 1997, 3ª ed.
-        Montero Díaz, J. y Rueda Laffond, J.C., Introducción a la historia de la comunicación social, Ariel Comunicación, Barcelona, 2001. (pags 13-45)
-        Núñez de Prado y Clavell, S., Comunicación social y poder, Universitas, Madrid, 1993.
-        Ramírez, T., Gabinetes de comunicación. Funciones, disfunciones e incidencia, Bosch Comunicación, Barcelona, 1995.
-        Ramos Fernández, F., La comunicación corporativa e institucional. De la imagen al protocolo, Editorial Universitas, Madrid, 2002.
-        Ramos Padilla, C.G., La comunicación. Un punto de vista organizacional, Editorial Trillas, México, 1991.
-        Rodrigo Alsina, M., Los modelos de la comunicación, Editorial Tecnos, Madrid, 1995, 2ª ed.
-        Sotelo Enríquez, C., Introducción a la comunicación institucional, Ariel, Barcelona, 2001.
-        Timoteo Álvarez, J., Historia y modelos de la comunicación en el siglo XX. El nuevo orden informativo, Ariel Comunicación, Barcelona, 1988.
-        Weil, P., La comunicación global. Comunicación institucional y de gestión, Paidós, Barcelona, 1992.
¿Y esta publicidad? Puedes eliminarla si quieres